ST 37 - CINEMA, REVOLUÇÕES E DITADURAS

Cinema, Revoluções e Ditaduras
Cinema, Revolutions and dictatorships
Cine, Revoluciónes y Dictaduras


Doutor Ernando Brito Gonçalves Junior
ernandobrito@gmail.com - UNICENTRO

Mestrando Bruno José Zeni
brunojzeni@gmail.com – UNESP – ASSIS

O Objetivo desse simpósio temático é discutir a relação entre Cinema, revoluções e ditaduras, assim, pensaremos sobre as múltiplas formas de utilização desses acontecimentos veiculados através das narrativas cinematográficas. Nesse sentido, nos preocupamos em pensar as varias representações empregadas por esse meio em relação as revoluções e ditaduras ocorridas durante o século XX, pois, muitas vezes, o cinema, é utilizado como veículo para legitimar ou descontruir esses movimentos, seja durante o evento ou posterior aos mesmos. Exemplos desses casos não faltam, podemos lembrar os filmes propagandistas feitos durante o regime nazista de Leni Riefenstahl e diversos filmes produzidos posteriormente apresentando outra visão sobre o Terceiro Reich. O mesmo ocorre com algumas produções cinematográficas sobre a revolução mexicana, como, por exemplo, a película “Enamorada” de Emilio “Indio” Fernandez, que buscou apresentar uma visão romântica da revolução, tentando legitimar o governo pós-revolucionário e o filme “La sombra del Caudillo” de Julio Bracho que foi censurado por mais de trinta anos no México, por tecer duras críticas a organização política mexicana pós-revolução. Através dessas idiossincrasias, percebemos que o cinema pode ser entendido como ferramenta de construção de uma memória histórica, demonstrando um cenário de luta pelas representações do passado, logo, busca-se enfatizar as imagens como epicentro das análises e depois suas reverberações.

Palavras-Chave: Cinema; Revoluções, Ditaduras, Século XX